Mande nos um e-mail

amoreluz@unidospelafe.net

Allan Kardec foi o pseudônimo adotado pelo professor e pedagogo francês Hyppolite Léon Denizard Rivail, que nasceu na cidade de Lyon em 3 de outubro de 1804 e foi o responsável pela codificação do Espiritismo.

 

Educado na escola de Pestalozzi em Yverdun, na Suíça, ele lecionou diversas disciplinas, como química, física e anatomia. Como pedagogo, escreveu inúmeras obras sobre educação; entre elas: “Gramática Francesa Clássica” e “Plano proposto para a melhoria da instrução pública”. Fluente em vários idiomas, foi casado com Amélie Gabrielle Baudet e não teve filhos.

Conforme seu próprio depoimento publicado no livro “Obras Póstumas”, foi em 1854 que o professor ouviu falar pela primeira vez do fenômeno das “mesas girantes”, que haviam se tornado uma atração nos salões de festa europeus.

A início não deu muita importância ao fenômeno, que consistia em mesas se moverem aparentemente sem que ninguém as movesse. No ano seguinte porém, ele começou a frequentar reuniões em que tais fatos ocorriam. Não demorou a observar que, por trás de tais fenômenos, havia respostas complexas e inteligentes – enviadas por espíritos de pessoas desencarnadas que tentavam se comunicar com o plano físico.

Por intermédio de um amigo, o senhor Fortier, o professor Rivail passou a se comunicar com os espíritos, recorrendo ao fenômeno da escrita mediúnica – ou psicografia – através de médiuns em reuniões de estudo. Um desses espíritos, que se identificou como “um espírito familiar”, passou a orientar seus trabalhos. Mais tarde, este mesmo espírito lhe informou que já o conhecia de uma encarnação anterior, quando o professor teria vivido na antiga Gália com o nome de Allan Kardec – pseudônimo que passou a adotar. Numa longa pesquisa, na qual integrou conhecimentos científicos, filosóficos e morais, Hyppolite/Kardec deu início à obra que daria início ao Espiritismo.

 

Em 18 de abril de 1857, foi publicada a primeira obra da Doutrina Espírita: “O Livro dos Espíritos”. Organizado em 1.019 perguntas e respostas, formuladas por Kardec e respondidas pelo “Espírito da Verdade”, o livro é dedicado aos princípios filosóficos da doutrina. Em 1861, surgiu “O Livro dos Médiuns”, que responde a questões científicas. Em 1864, foi lançado “O Evangelho Segundo o Espiritismo”, que trata de questões morais à luz dos ensinos cristãos. Em 1865, Kardec editou “O Céu e o Inferno”, no qual fala sobre a justiça de Deus segundo o Espiritismo. Em 1868, foi lançado “A Gênese”. Estes cinco livros, conhecidos como Obras Básicas, formam a base doutrinária do Espiritismo, conhecido como a “Terceira Revelação”.

 

Em 1858, Kardec fundou a Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas. Trabalhador infatigável, também fundou a Revista Espírita, que teve 135 edições mensais publicadas de janeiro de 1858 a abril de 1869. As viagens que fez por toda a França, divulgando a doutrina dos espíritos, deram origem a outra obra importante: “Viagem Espírita de 1862”.

 

Allan Kardec desencarnou no dia 31 de março de 1869, na capital francesa. Seus trabalhos não concluídos foram reunidos num último livro: “Obras Póstumas”. Pelo seu vasto trabalho e coerência na codificação da doutrina dos espíritos, Kardec ficou conhecido como “O bom senso encarnado”.

Desenvolvimento: The Best Lan House & Informática - 2017 - Web Master: Luiz Antonio Rangel Velasco